31/01/2017

Apresentando: Death Parade

||||

Olá, pessoas!
Faz um tempinho que terminei de ver um esse anime e como grande fã de animes reflexivos e filosóficos não poderia deixar de falar dele para vocês, já que quase ninguém falou desse anime até onde eu saiba...

Clique em “leia mais” e seja bem-vindo ao Quindecim!


Em toda e qualquer imagem, clique para aumentar.

Dados


- gênero: mistério, drama, sobrenatural, psicológico
- autor: Yuzuru Tachikawa
- ano: 2015
- episódios: 12 + 1 filme

Sinopse

Pessoas sem memória da coisas que fizeram nas últimas horas de repente se veem em um bar com apensar um barman de cabelo branco e uma garçonete. Lá, eles são obrigados a jogar um jogo (escolhido por uma roleta) apostando suas vidas, mas aonde perder não necessariamente significa que irão morrer.

Fonte: Intoxi Anime

Personagens

Decim:
Garota de Cabelos Pretos:
Nona:

Minha Avaliação


OBS: não considero o que escrevi como spoiler, mas isso é relativo. Se você considerar este contendo spoiler, nas próximas resenhas não leia as minha avaliações.

Vou confessar a vocês que eu “não consigo a número cinco” sou do tipo de pessoa, que começa o anime e depois enrola para terminar porque gostou tanto do anime que não quer que ele termine. Aconteceu com praticamente todo anime que vi  — exceto alguns que enrolei por estar muito chato e um único que dropei por ser insuportável — e com Death Parade não foi diferente.

Esse anime consegue ser filosófico, reflexivo e engraçado ao mesmo tempo e na mesma dose, inicialmente. Seguindo a minha fórmula de auto-recomendação para animes adicionando uma sinopse pessoalmente intrigante, resolvi dar uma chance já que minha esperança nos animes recentes está quase nula.

O primeiro episódio, Death Billiards — que na verdade é um OVA e a partir dele fizeram o resto do anime —, deixa você no escuro igual os personagens que chegam ao bar caminhando sem se lembrarem de nada. Enquanto os recém-chegados observam o local, aproveite também e note a decoração porque é linda. Enfim, ao desenrolar o episódio vai ficando com um alto teor psicológico. Então você pensa que o resto do anime vai seguir nessa mesma linha de alto teor psicológico e bem macabro.

Ao chegar ao segundo episódio, todo o clima mórbido apresentado no episódio anterior é descartado com a música do tema de abertura muito animada e festiva e a explicação dos elementos que nos fizeram arregalar os olhos bem como é explicado mais sobre o contexto de tudo aquilo: apesar da aparência de um bar, ali é onde ocorre o julgamento das almas humanas decidindo se estas irão para o “Céu” ou “Inferno”, o bartender Decim é o juiz e a garota de cabelo preto é assistente dele.

Nos episódios seguintes é dado contexto para o ambiente sobrenatural e você passa a saber que existem outros juízes, como que eles recebem as memórias — adorei a forma que representaram as memórias e elas compiladas —, de onde os juízes vem e o objetivo principal da Nona. Infelizmente eles não explicam mais e algumas perguntas ficam sem resposta.

Enquanto tem todo esse desenrolar da ambientação do telespectador, junto vêm vários casos onde o anime também te coloca como juiz mostrando que apesar de nós humanos adorarmos julgar os outros, essa tarefa é de extrema complexidade. O único que tem acesso as memórias dos mortos, são os juízes que irão julgar as almas. Logo, nós não temos acesso a isso — dependendo do episódio vemos mais, mas em sua maioria são só lampejos no momento que os mortos se lembram da própria vida — fazendo com que tenhamos a mesma dificuldade e dúvidas apresentadas por Decim, também instigada pela assistente, após alguns episódios.

O anime tem drama para dar e vender, altas reflexões sobre vida e morte, sobre o que é certo e o que é errado, como que as circunstâncias mudam o nosso julgamento sobre o certo e errado (exemplificado no episódio 9) e teor psicológico maduro (um anime que também tem esse tipo de teor é Psycho Pass), o que torna Death Parade uma pérola em minha vida. Para uma discussão mais aprofundada seria necessário mais spoilers do que já dei.

A música do OP é muito animada e a animação da abertura deixa com um ar de cassino de Las Vegas, apesar de nos segundos finais deixar rastros de coisa importante para a estória.

Não tem como não se sentir assim com o tema de abertura.

O ED é mais melancólico, seja em animação seja em relação à música, mas muito bem feito e com direito a uma interpretação consistente quando você chega ao final do anime — porque é quando revelam muitas coisas e você consegue ligar os pontos.

O design dos personagens é, para mim, detalhista e rico em cores — os olhos dos juízes, o cabelo da Nona, o bilhar do Oculus, o bar Quindecim no geral, o andar que fica o quarto da Nona, entre outros. 

Durante a animação dá para ver bem as ondulações por causa do calor nessa 'bola de bilhar' representando o Sol. 

Outras bolas que representam outros planetas.

Eu quero uma mesa de sinuca assim!

Inicialmente estranhei o design da boca parecer ser mais baixa em todos os personagens, mas é questão de estilo do desenhista e gosto pessoal agradar ou não.

Aproveite para ver os detalhes dos olhos, do vidro atrás deles.



Existem dois episódios que possuem cenas de choro (4 e 12), que particularmente gostei por ter sentido a emoção. Não é um choro seco no sentido dos sentimentos que devem ser passados. Foram choros carregados de tristeza e desespero, condizente com a situação. Considero-as uma das melhores cenas do anime inteiro. O episódio mais estranho em relação ao contexto, para mim foi o 6 (mas também engraçado exatamente por causa disso).

Eu recomendo o anime para pessoas que gostam de drama, de analisar psicologicamente os personagens e a si mesmo, de animes curtos e todas as coisas já citadas acima. Não recomendo para pessoas menores de 16 anos devido o teor psicológico médio e várias cenas de violência mais pesada.

Espero que tenham gostado da apresentação ^^
Até!

2 comentários:

  1. Legal! Amo animes desse tipo! Traz mais! Adorei a avaliação!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também adoro! Pode deixar que trago sim :)
      Se tiver algum em mente, pode deixar o nome que se eu ver ou tiver visto falo dele aqui ;)

      Excluir

Antes de comentar...

1. Não é permitido fazer ofensas de qualquer nível, e isso é válido tanto para os leitores quanto para as postadoras em si.
2. Não é necessário enviar duas vezes a sua mensagem. Nós vemos, lemos e tentamos responder todas que são mandadas!
3. Não é permitido flood, spam, links maldosos ou qualquer coisa parecida.
4. Aceitamos sugestões para as postagens ou atualizações que esquecemos de colocar em postagens antigas ou recentes.
5. Seus créditos não estão no post ou em alguma parte do blog? Nos avise imediatamente, mas com educação; pois não fazemos isso de propósito.
6. Leia toda a postagem com atenção antes de comentar algo sobre.
7. Recomendados que não dê suas informações pessoais, principalmente e-mail e endereço, a qualquer pessoa mesmo que essa diga ser da administração.
POR FAVOR, NOS AJUDE NÃO ENVIANDO A MESMA MENSAGEM MAIS DE UMA VEZ.